Formada em 1992 por um grupo de 22 esposas de Maçons liderado pela Sra. Neide Barbieri Tavares, a Fraternidade Feminina Santo Agostinho só foi legalmente registrada em 1994. Foi criado o Estatuto definindo sua finalidade, regras e outros assuntos de interesse da associação. Ao longo de quase 20 anos de atividade ininterrupta, trabalhou junto a comunidades e pessoas necessitadas. Realizou visitas, promoveu eventos beneficentes, tais como: bazares da pechincha, chás, desfiles de moda, bingos, almoços e jantares. Com a arrecadação obtida adquiriu e doou roupas, enxovais de bebês, móveis, alimentos, cadeiras de rodas, botas ortopédicas, entre outros. No início, as reuniões eram realizadas nas casas das associadas, uma vez por mês, sendo que atualmente acontecem na sede da Loja Maçônica.